Fashionistando

Cinco destaques na passarela de Victor Dzenk

  • por em 25 de outubro de 2019

Victor Dzenk Minas Trend - Inverno 2020 Fotos: Danilo Grimaldi / FOTOSITE

Victor Dzenk- Minas Trend Inverno 2020 Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

Inspirado numa pegada futurista bem sensual, o estilista mineiro Victor Dzenk exibiu um desfile para provocar os desejos de consumo. Por meio dessas referências, a coleção outono-inverno “Heroínas da Odisseia” foi criada. Semelhanças em filmes como Matrix ajudaram a traçar o perfil da mulher moderna e empoderada, mas que mantém um estilo clássico, com óculos escuros e cabelos presos em sua maioria.

Destacamos cinco pontos diferentes no desfile de Victor. Vamos conferir?

Alfaiataria

Em uma pegada business woman, alguns clássicos da alfaiataria, como blazer e trench coat, foram apresentados em shape mais reto no terninho e uma certa fluidez no veludo da outra peça.

FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

Gola alta

Aqui a gola aparece em dois tipos de looks: em um vestido estampado em tons frios e em blusa combinada com saia alongada em tons sóbrios. Transmitindo bem a imagem da mulher que o estilista quis passar!

FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

Transparência

Ao valorizar a exuberância e sensualidade da mulher brasileira, Victor usou e abusou dos modelitos transparentes. Peças cheias de atitude, compostas por saias lápis e estampas geométricas.

FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

Mangas bufantes

Novamente, as mangas bufantes apareceram na passarela, e já falamos aqui que é trend alert! Em camisas modelo alfaiataria e vestidos mais justinhos de veludo, achamos os looks bem versáteis para usar tanto em uma reunião de negócios, quanto para sair à noite. O que acham?

FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

Brilho

Também em tons neutros, é importante destacar que apesar da imagem de mulher ocupada e workaholic que Victor Dzenk quis passar, ela também é moderna e cool, algo característico do brilho presentes nas peças. Arrasou!

FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

E aí? O que vocês acharam do desfile?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.