Fashionistando

Fiemg e Senai fazem parceria com Gustavo Lins

Gustavo Lins é um mestre. Detalhista, exigente e com um apelo estético fora do comum, o estilista mineiro, que vive há mais de 25 anos na França, é o único brasileiro que faz parte da Câmara Sindical da Alta-Costura, em Paris. Dono de um conhecimento admirável sobre modelagem e suas possibilidades, Gustavo traz agora para seus conterrâneos um pouco da sua expertise.

Gustavo Lins é um mestre. Detalhista, exigente e com um apelo estético fora do comum, o estilista mineiro, que vive há mais de 25 anos na França, é o único brasileiro que faz parte da Câmara Sindical da Alta-Costura, em Paris. Dono de um conhecimento admirável sobre modelagem e suas possibilidades, Gustavo traz agora para seus conterrâneos um pouco da sua expertise.

E esta sabedora está mais perto da gente graças à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) que, juntos com o estilista, estão desenvolvendo um interessante – e inusitado – projeto de capacitação para a indústria da moda.

“A história começou de uma maneira engraçada”, conta Gustavo, que nos recebeu na sede do SENAI – Modatec, no Horto, em Belo Horizonte. “Há um ano e meio fui entrevistado pela Elle Brasil e durante a reportagem falei que o que me interessava, enquanto designer, era contribuir para o crescimento econômico do Brasil na área têxtil. Desta forma, a única coisa que posso propor hoje é uma melhoria na qualidade das formas, no modelismo”, explica.

No entanto, a ideia de Gustavo era contribuir de uma maneira mais consistente, isto é, pedagógica, já que hoje no Brasil é difícil ter um produto em adequação à qualidade da marca. Para Lins, nossas grifes investem muito em imagem e divulgação, mas pouco em produto.

Assim, a FIEMG e o SENAI perceberam nesta declaração uma excelente oportunidade de desenvolver uma parceria promissora com o estilista. “A ideia inicial era criar um projeto de qualificação de mão de obra, junto com lançamento de um produto, que seria a maneira de financiar o investimento”, explica o estilista.

Mas, após conhecer melhor o Minas Trend Preview e o desejo da FIEMG em veicular uma marca em torno do evento, este projeto cresceu e alcançou um formato ainda mais interessante. “Como a formação pedagógica era o principal interesse desta parceria, eu disse: – Não posso ensinar modelagem sem que o produto exista! Foi aí que, no mês de abril, decidimos construir esta marca”, explica.

A equipe por traz desta grife, que será lançada durante o Minas Trend Preview, em novembro, é formada por 16 modelistas que já trabalhavam no sistema FIEMG. Gustavo acompanha estes profissionais de perto e, inclusive, já até ministrou aulas para o grupo no seu ateliê, em Paris. Esta equipe está sendo ensinada para que, futuramente, eles possam treinar outros modelistas.

“Toda a criação das peças desta marca foram feitas aqui, no ateliê do SENAI – Modatec. Somente os traços foram assinados no meu ateliê em Paris”, diz. Este desenvolvimento foi importante para que Gustavo ensinasse ao grupo o passo-a-passo de uma grife de design de moda. “Neste processo, mostrei como o desenho da gola, da cava ou da manga é que fazem uma marca interessante”.

Para Gustavo, esta “é uma marca audaciosa, sem maquiagem. A proposta é falar de um produto de mercado, para ser usado de dia e não de noite, prático, para mulheres de 25 a 50 anos”, conta. Ele ainda ressaltou que a base da coleção são as calças, que chegarão em sete modelos diferentes, além de jaquetas, muitas blusas e três vestidos. “É uma coleção enxuta, concentrada, sobretudo porque é a primeira. Este é o momento de compreender como o mercado reage”, complementa o estilista.

Uma curiosidade sobre a nova grife está no desenvolvimento das estampas. Durante o processo de formação, foram criados painéis com restos de tecidos e botões. Após a criação, os painéis foram fotografados e, a partir destas imagens, surgiram os prints exclusivos. Ponto para a FIEMG. Palmas para Gustavo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Minas TrendModa

All Comments