Fashionistando

Seis dicas para definir o horário da sua cerimônia com luz natural!

Casamento ao ar livre combina com uma atmosfera mais descontraída e normalmente privilegia ambientes verdes. E essa tem sido uma escolha crescente entre os casais. Porém equivocadamente, os noivos que definem pela luz do sol em sua cerimônia, dizem: “ah… eu quero me casar no pôr do sol”! Mas, saiba que quando o sol se põe, a luz muda a cada segundo e esse momento passa super rápido. Nesse caso você tem um grande risco de permitir que o belo se torne trágico.

Por isso buscamos dicas úteis e muito importantes com a super equipe do fotógrafo Fernando Lutterbach, que se especializou em clicar celebrações com este perfil, sem deixar que nenhum momento fique sem registro. Vamos te ajudar a definir de uma vez por todas qual o melhor horário para começar o seu casamento, levando em conta alguns detalhes-chave:

1- Quem quer fazer um brunch ou almoço tem que saber que a luz a partir das 10h da manhã é “mais dura”, mais cheia de sombras problemáticas em qualquer lugar do Brasil. Então o mais recomendável para quem escolhe esse horário, que também é muito gostoso, é que faça a cerimônia em lugar coberto ou que tenha sombra. Assim as imagens ficarão mais suaves e com menos contrastes.

Casamento na hora do almoço no Espaço Província

2- Observe o local onde você vai se casar. Qualquer informação de horário que dermos aqui vai ser relativa com o local do mundo que você vai se casar e a locação que você escolher. Visite o lugar na época exata do casamento, um ano antes, e perceba em qual horário o sol desaparece lá. Indicamos marcar o casamento 2 horas antes deste momento específico.

Casamento à tarde na Casa Pampulha

3- A hora exata vai depender se você vai se casar no inverno ou no verão. Os casamentos realizados à tarde, aqui no sudeste, podem ser marcados um pouco mais tarde no verão. Indicamos começar aproximadamente 15h30 no inverno e 16h no verão.

Casamento em abril na Pousada Solar da Serra, Tiradentes

4- Infelizmente, temos uma questão cultural deselegante de atrasos no casamento, e isso é muito problemático para quem quer aproveitar a melhor luz na cerimônia. Lembrando, que é seu papel educar os convidados da importância da pontualidade e definir com sua assessora os passos a serem tomados caso alguém importante se atrase. Como prevenção, indicamos colocar no convite sempre meia hora antes do que você realmente quer começar.

Saída do casamento de dia, sem atrasos, em fevereiro na Fazenda Quinzeiro, Moeda

5- O ensaio de casal, após a cerimônia, vai ser o último momento com a luz do sol. Aí sim, as fotos serão feitas no pôr do sol e os retratos ficarão incríveis! Indicamos deixar as fotos com padrinhos e familiares depois deste mini ensaio do casal, para aproveitar a “golden hour” para as suas fotos juntinhos.

Ensaio do casal após a cerimônia na Casa Pampulha

6- O posicionamento do altar em relação ao sol depende de alguns fatores, como: é preciso privilegiar o cenário de fundo mais bonito; mas também é preciso evitar o sol direto no rosto do casal e no altar, por que isso gera enorme incômodo e cria sombras projetadas pelos objetos que ficam entre o sol e o casal. Por isso, o ideal é que o sol esteja a 45 graus do altar, seja na frente ou mais atrás do casal. Um último detalhe é evitar decorações na mesa do altar ou em volta que sejam grandes e podem fazer sombras ou atrapalhar a circulação da equipe.

Posição do sol em casamento na Brisa da Serra, Tiradentes

Não se desespere! Pode parecer muito complexo observar tantos detalhes, mas quando você contrata um bom profissional para registrar o seu “big day” em fotos e vídeo você vai ser lembrada desses pontos novamente. O importante é buscar informações e estar bem amparada para ter um dia lindo e como você sempre sonhou! <3

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.