Fashionistando

Você sabe o que é a BAR JACKET?

  • por em 6 de fevereiro de 2020

Sabe aquele blazer bem estruturado e perfeito no corpo? Então, o primeiro modelo foi criado pelo estilista Christian Dior, há muitos e muitos anos. Essa foi uma maneira encontrada por ele para expressar a feminilidade moderna durante um período conturbado na história do mundo.

Um dos maiores objetivos da peça era eliminar completamente a silhueta masculina que havia sido estabelecida durante a Segunda Guerra. O design sofisticado é composto por ombros macios, bustos acinturados e, principalmente, a cintura no lugar. Tantos detalhes e perfeição na produção fizeram com que a Dior se tornasse a primeira casa de alta costura do mundo.

E essa tão famosa Bar Jacket foi criada pelo próprio Christian Dior em 1947, para a linha Corolle, na temporada primavera-verão da Haute Couture. Rapidamente ela se tornou uma peça icônica da moda.

Sua réplica foi feita com seda e lã plissada, na coleção Dior Héritage e está em exibição desde 13 de novembro de 2018 no Museu de Arte de Denver. A exposição batizada de “Dior: de Paris para o mundo“, examina 70 anos da Casa da Dior que perduram o legado e sua influência global. Uma verdadeira viagem no tempo!

FOTO: The Zoe Report
FOTO: Harper’s Bazaar

Semana de Alta-Costura de Paris

Como você deve imaginar, a Semana de Alta-Costura de Paris é uma daquelas semanas que reúnem as personalidades mais influentes do mundo fashion, com os desfiles mais importantes e esperados da temporada. E a blogueira brasileira Thássia Naves não poderia ficar de fora dessa, né? A it girl esteve na capital francesa para conferir os desfiles de perto e não deixou de publicar em seu Instagram os looks mais sofisticados e elaborados da temporada. E para o desfile da Dior, a musa acertou na escolha perfeita da peça mais icônica da marca. Olha só:

FOTO: Reprodução Instagram
FOTO: Reprodução Instagram

O mais interessante é perceber que, uma peça criada há mais de 70 anos, continua desejável e super atual. Roupas clássicas são atemporais. E é possível sim imprimir sua personalidade e atitude ao usá-las (a Thássia é um ótimo exemplo).

O que acharam da história dessa peça?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.