Fashionistando

48 HORAS EM GENEBRA: Dicas de como aproveitar o melhor da cidade

Quem acompanha nosso instagram (@fashionistando) sabe que durante os meses de junho e julho nosso time esteve na Suíça. O motivo principal: cobrir o Montreux Jazz Festival, um dos maiores festivais de música do mundo e que, durante 16 dias, agita a parte francesa do país.

Estar na Suíça no verão é uma experiência que deixa qualquer um impressionado. Os dias são lindos demais, a temperatura é agradável, as ruas são floridas e você vê as pessoas vivendo o melhor das cidades. É por isso que começamos hoje uma série de posts contando um pouco dessa experiência e compartilhando dicas para que você comece a sonhar e planejar uma viagem inesquecível para lá também. Afinal de contas, não são apenas os chocolates e queijos que fazem da Suíça um dos destinos mais encantadores da Europa.

E vamos começar nossos posts falando um pouco sobre Genebra, nosso ponto de partida durante o verão na Suíça. Vamos lá?

ONDE FICAR HOSPEDADO EM GENEBRA?

Para curtir o melhor de qualquer cidade, é muito importante estar bem localizado. É por isso que, com o apoio do Gèneve Tourisme, ficamos hospedados no HÔTEL N’VY, um dos hotéis mais decolados que já tivemos a oportunidade de conhecer.

O Hotel N’vY Manotel fica a apenas 300 metros das margens do Lago de Genebra, a poucos passos da estação de trem e a 15 minutos a pé do centro e da ONU. Como se não bastasse, o hotel ainda possui quartos com uma decoração muito contemporânea e descolada, diferente de tudo que já havíamos visto. E o melhor: nosso quarto tinha banheira!

Além de muita arte contemporânea espalhada pelo lobby, o HÔTEL N’VY ainda possui três restaurantes:

– O Tag’s Café oferece comida para viagem e para comer no local, em um ambiente novaiorquino informal.

– O N’vY Bar, no centro do hotel, oferece uma grande variedade de coquetéis sofisticados, tapas e hambúrgueres.

– O restaurante Trilby serve pratos gourmet, preparados com ingredientes frescos sazonais e locais.

Experiência aprovada, recomendada & que deixou a gente com vontade de voltar!

O QUE FAZER EM DOIS DIAS EM GENEBRA?

Hotel escolhido, agora é hora de curtir a cidade! Recomendamos fortemente fazer um city tour guiado, com um guia credenciado pelo Gèneve Tourisme. No nosso caso, nossa guia nos encontrou no nosso hotel e fomos caminhando até a Old Town. Ah! No percurso, pegamos um barquinho (o nome dele é mouette) que atravessa o Lac Léman e te proporciona uma vista linda da cidade. Vale ressaltar que, com Swiss Travel Pass, você pode andar em todos os transportes públicos da cidade (trens, ônibus e barcos).

Durante o passeio pela Vieille-Ville (Cidade Velha), você tem a oportunidade de conhecer a história da cidade. Existem diversas construções históricas e importantes para a Suíça, com destaque para a belíssima Catedral de Saint Pierre. Sua arquitetura é imponente e também curiosa, já que ela sofreu mais de uma mudança ao longo dos séculos. A sua primeira fase de construção data de 1160 e durou quase um século. Sob a Reforma Protestante, tornou-se um local de culto protestante a partir de 1535.

Catedral de Saint Pierre e Parede dos Reformadores

Ali pertinho você também verá a Parede dos Reformadores, no Parque dos Bastiões. Por lá, os mais importantes reformadores protestantes da Europa foram homenageados com estátuas gigantes. São eles: Guilherme Farel, João Calvino,Teodoro de Beza e João Knox. A parede impressiona pela sua beleza e importância histórica e o parque é um convite a uma pausa.

Após o passeio com a guia, tire um tempo para visitar o Museu Patek Philippe. Fundado em 2001, ele exibe as criações de maior prestígio dos relojoeiros mestres da marca. Os visitantes também podem admirar uma extraordinária coleção de relógios e autômatos musicais dos séculos XVI ao XIX, criados em Genebra, na Suíça e na Europa. Valor: 10 CHF (porém, quem usa o Swiss Travel Pass não paga).

Para jantar, sugerimos a BRASSERIE LIPP, uma das mais tradicionais da cidade.

GENÈVE: UMA CIDADE VIBRANTE, CHAMADA DE “CAPITAL DA PAZ”

No dia seguinte, acorde cedo e não perca a oportunidade de visitar outros importantes museus da cidade, como o Musée International de la Croix-Rouge et du Croissant-Rouge (o museu da Cruz Vermelha). Saiba mais sobre o museu aqui. O valor do ingresso é 15 CHF (porém, quem usa o Swiss Travel Pass não paga).

Após a visita ao museu, que tal conhecer um restaurante tradicional e muito incrível? Almoçamos no CAFÉ DU CENTRE, que está localizado no coração de Genève e é um dos restaurantes mais antigos da cidade: ele foi fundado em 1933! O cardápio é variado e oferece o melhor da culinária local.

CAFÉ DU CENTRE

Logo depois, sugerimos viver uma experiência com uma das iguarias mais famosas da Suíça: CHOCOLATES! Visitamos a Du Rhône Chocolate Shop e tivemos uma tarde divertida com o chef chocolatier David Paganel. Montamos nossa própria barrinha de chocolate e experimentamos várias criações do chef. De fato, o chocolate suíço é imbatível!

Workshop na Du Rhône Chocolate

E para fechar o dia – obviamente apreciando um pôr do sol de tirar o fôlego (lembre-se que no verão os dias são bem longos na Suíça, o pôr do sol acontece por volta de 21h) – fomos jantar no GOURMET CRUISE ON A BELLE EPOQUE BOAT. Faríamos esse passeio outras dezenas de vezes, porque foi de fato uma das vivências mais lindas desta temporada na Suíça.

O cruzeiro acontece no “Savoie”, um barco imponente construído em 1914. Ele foi completamente restaurado em 2006 e, desde então, traz todo o esplendor Belle Epoque. Enquanto você aprecia o Lago Léman, Genève e outras cidades da parte francesa da Suíça, você também pode desfrutar de um jantar especial. É realmente um passeio especial!

GENEBRA: SE PUDER, FIQUE MAIS DE DOIS DIAS!

No dia seguinte, após passear mais pela cidade e ver alguns pontos de interesse, como a ONU e a gigante “cadeira quebrada”, uma das obras de arte mais emblemáticas do século XX, almoçamos no delicioso Maison de La Paix.

“Cadeira Quebrada” e Sede da Onu
Cruzeiro no Savoie | Passeio as margens do Lac Léman

Genève é uma cidade pequena. Mas, apesar disso, é vibrante e muito importante para o cenário mundial. Sua arquitetura é charmosa, seus restaurantes deliciosos e as pessoas amistosas. Um destino que tem muito a oferecer, por isso, indicamos ficar mais de duas noites. Nossa passagem foi rápida, mas deixou com gostinho de quero mais. Certamente voltaremos!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments