Fashionistando

Kylie Jenner ao natural: o que esse registro nos mostra?

Um registro feito por paparazzi da empresária Kylie Jenner rodou o mundo esses dias e gerou polêmica. Na imagem, a bilionária aparece fazendo compras sem qualquer tipo de maquiagem ou produção, algo raro quando se trata dela.

O que seria apenas um registro cotidiano virou notícia mundial devido a enorme diferença da aparência de Kylie, em comparação ao que ela expõe em suas redes sociais. Até mesmo nossa equipe teve dificuldades em acreditar de que se tratava da mesma pessoa. E, a partir disso, nasceu um questionamento que considero importante compartilhar aqui.

As integrantes da família Kardashian são conhecidas por lançarem tendências não apenas quando se trata de moda e beleza, mas também de estética. Kim Kardashian foi a responsável por fazer com que corpos curvilíneos, com quadris largos, passassem a ser exaltados, enquanto a própria Kylie fez com que milhões de mulheres se rendessem ao preenchimento labial.

Aqui, vale até mesmo uma problematização: usei como exemplo duas características marcantes em mulheres negras. Por anos, muitas delas sofreram bullying – demonstrações claras de racismo – e foram desprezadas por esses detalhes. No entanto, bastou mulheres brancas se apropriarem deles (por meio de procedimentos estéticos e plásticas, como é o caso das Kardashian e Jenner) para virarem referência de beleza. Esse, naturalmente, não é meu lugar de fala, mas vale o questionamento. Por que algo só é considerado belo quando é validado por mulheres brancas?

Mas vamos ao ponto central desse artigo:

A busca por um padrão inatingível

Kylie Jenner se tornou a mais jovem bilionária do mundo por vender cosméticos. Sendo o rosto de sua própria marca, ela soube usar esse desejo que surgiu nas jovens de todo o mundo em terem seus lábios volumosos para fazer disso um negócio extremamente lucrativo.

Mas, ao vermos a caçula do clã mais famoso dos Estados Unidos nesses cliques cotidianos, o que chama a atenção é o fato de que Kylie criou um padrão de beleza que nem mesmo ela alcançou. Claramente, a mulher que vemos nas suas publicações não é a mesma ao natural. Mesmo com todas as mudanças estéticas que realizou ao longo dos últimos anos, ela não foi capaz de chegar no visual idealizado por ela mesma. Por isso, faz usos de aplicativos de celular que modificam suas medidas, curvas e, até mesmo, formato do rosto.

Enquanto jovens pelo mundo levam fotos de Kylie Jenner para cirurgiões plásticos, nem mesmo Kylie Jenner conseguiu ser a Kylie Jenner das redes sociais. Confuso, né?

O que devemos tirar disso é a reflexão sobre os referenciais de beleza em que estamos nos espelhando. Em tempos em que buscamos exaltar cada vez mais o natural, isso tem sido de fato alcançado? Ou nos deixamos enganar por falsas imagens? Até mesmo o natural é artificial?

Kylie em um dos registros mais “ao natural” no seu Instagram.

Perguntas ainda sem respostas, mas que, ao nos questionarmos diariamente, nos aproximamos mais de uma mudança interna. Por isso, vale o exercício. Procure analisar quem são suas referências e o quanto delas, realmente, refletem quem você é. Afinal de contas, nós devemos ser o padrão ideal para nós mesmos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.