Fashionistando

Roteiro de TRÊS DIAS em Roma

Descubra as belezas da capital da Itália!

Roma, cidade em que o próprio nome já diz tudo o que você vai encontrar ao andar pelas suas ruas: Amor!
Se há um lugar mais arquitetônico que esse, eu desconheço. Em cada passo você se depara com o contraste entre o novo e o antigo que aguçam a sua curiosidade para saber mais sobre as histórias milenares que aconteceram ali.

Na minha última passagem por Roma, em março de 2019, pude aproveitar três dias na cidade com um roteiro que incluiu os passeios turísticos considerados “obrigatórios” e, claro, visitei alguns restaurantes para desfrutar, sem erro, de uma boa comida italiana!

Por mais que a cidade tenha muita coisa para ser vista, você consegue facilmente conhecer os principais pontos turísticos em três dias, uma vez que tudo em Roma está relativamente perto.

Vamos aqui dar dicas rápidas de como chegar do aeroporto até a sua hospedagem, “passeios obrigatórios” para uma rápida visita a Roma e dicas de onde comer. Vamos lá? Boa Leitura!

  • Se você chegou em Roma pelo Aeroporto Fiumicino, você tem algumas opções de transporte para ir até o seu hotel.

Trem:

O Leonardo Express leva você do Aeroporto Fiumicino até a Estação Termini em apenas 32 minutos e custa 14 euros por pessoa. Sinceramente, essa opção é mais aconselhável para quem está sozinho, com poucas malas e, principalmente, se a sua hospedagem está próxima à Estação Termini. Caso contrário, você terá que pegar outro transporte para chegar até o seu destino final, gastando mais tempo e dinheiro!

Táxi:

A tarifa de 48 euros (incluindo bagagem) é fixa. O cuidado aqui é não cair na lábia de taxistas piratas que ficam oferecendo o serviço ainda no saguão. Para não cair nessa armadilha, siga a sinalização do aeroporto e pegue um táxi oficial, assim você evitará surpresas na hora de pagar.

Transfer particular:

Essa, com certeza, é a opção que eu mais indico, principalmente, se você tem muitas malas, fez um longo voo e, depois de uma viagem cansativa, quer mais conforto até chegar ao hotel. Além disso, é ótimo para quem está viajando em grupo (vocês podem dividir o valor, uma vez que o custo do transfer privativo varia conforme o veículo escolhido: sedan, minivan, van, carro normal…). E foi assim que eu e a minha família fizemos!

Escolhemos a Elmocar por ser uma das empresas mais tradicionais de transfer e city tour da cidade de Roma. Mas além do renome da empresa, há algumas regalias inclusas, como: o motorista já fica à sua espera no saguão de saída com uma plaquinha com o seu nome. Ah, e é bem provável que o seu motorista fale português.

Quem nos buscou foi o simpático e elegante Giacomo, italiano apaixonado pelo Brasil e que fala muito bem a nossa língua. Ele nos deu várias dicas de passeio e foi super gentil com a gente! Ao nos deixar no airbnb, ele até me emprestou o seu telefone para eu falar com o proprietário da casa.

A Elmocar foi uma escolha confortável e sem dores de cabeça. Super recomendo! Ah, e se você precisar de tirar qualquer dúvida, eles disponibilizam um número por WhatsApp! Vocês podem consultar as tarifas no site oficial e, além do serviço de transfer, eles também fazem city tour e viagens para cidades próximas a Roma.

DICA DE ROTEIRO

  • Primeiro dia

Como chegamos cansados da viagem e na hora do almoço, reservei esse dia para ir até um restaurante que já havia pesquisado e foi muito bem recomendado pelo Trip Advisor: o Ai Tre Scalini.

O local fica bem próximo ao Coliseu (que foi a nossa segunda parada) e para chegar até lá você pode descer na Estação Cavour. O restaurante é pequeno, mas bem charmosinho e nós a-ma-mos! Pedimos lasanha tradicional, lasanha de berinjela, carne de cordeiro e salada. O atendimento é 10 e, além de super gostoso, o preço também é muito bom. Apenas vá!

Pois bem, depois de um gostoso almoço fomos ao maior ponto turístico da cidade: O Coliseu! Para entrar lá, você pode adquirir o ingresso antecipadamente em sites oficiais ou comprando o Roma Pass. O valor é de 18 euros e te garante o direito de “furar a fila” e entrar mais rapidamente. Como os ingressos online já estavam esgotados para a data que eu havia planejado, o jeito foi adquiri-lo na hora, por 12 euros. O que pra mim valeu super a pena pois a fila não estava tão grande, mas talvez a situação fique pior em épocas de alta temporada.

O Coliseu é realmente algo grandioso. E o nosso conselho é, antes de ir, tire algumas horinhas para estudar sobre a sua história. Ah! E claro: assista ao filme Gladiador. Além de ser um filme maravilhoso, há várias cenas que se passam dentro do Coliseu e mostram como eram as batalhas.É bem legal visitá-lo depois de ter assistido a esse filme.

Logo depois você pode aproveitar para ver o Fórum Romano, antigo centro administrativo de Roma, que hoje está em ruínas. É um passeio bem legal e como têm muitos edifícios destruídos, o conselho é visitá-lo com um guia ou alugar o equipamento de audiobook.

  • Segundo Dia:

Nós já tínhamos comprado o ingresso online pelo site da Omnia para o Museu do Vaticano e Capela Sistina – dois passeios que se deve fazer. Neste passeio é muito importante que você adquira os ingressos anteriormente pois as filas são ENORMES, independentemente da época. Apenas fique atento ao ponto de encontro – que no caso dessa empresa é dentro da Praça Pio XXI e não na entrada do museu (você recebe o local exato por e-mail).

Não aconselho visita guiada para essas duas atrações. O passeio completo demora cerca de 2 horas para ver tudo. Agora imagina com visita guiada? Muito mais! A Capela Sistina é lindíssima e ENORME e você tem duas opções: o passeio completo ou mais curto. Se você tiver tempo e disposição, faça o completo, pois vale a pena. Os detalhes dos tetos, das esculturas e das artes são realmente incríveis e não há NADA IGUAL!

Depois disso, você continua seu passeio pela incrível Roma. Visite lugares como: Via Della Conciliazone, Castelo St. Angelo, Piazza dei Tribunali, Piazza Navona, Pantheon, Piazza di Monti Cintorio, Monumento Vittorio Emanuele e, para terminar esse dia, a linda Fontana di Trevi!

DICA: aproveite que está na região da Fontana e vá até a La Prosciutteria, um lugar pequeno e super famoso para comer fartas tábuas de frios. Além disso, nos arredores têm muitos gelatos deliciosos para você saborear.

  • Terceiro Dia:

Se você tiver a oportunidade de estar em Roma no domingo, não deixe de ver a missa do Papa no Vaticano. Na primeira vez que estive em Roma, fui à missa do domingo e, como muita gente já sabe, ele aparece no alto da janela de um dos quartos e faz 15 minutos de celebração (que começa sempre ao meio dia).

Dessa vez, era Domingo de Ramos e, por isso, tivemos a benção de assistir à uma missa celebrada pelo Papa com direito a coral, livrinho da liturgia, recebimento da hóstia… ou seja, uma missa de verdade que durou aproximadamente 2 horas.

Então, se você for católico e estiver em Roma em épocas de celebração, veja antes nesse site o calendário festivo e programe-se! Todas as missas aos domingos são gratuitas e não precisam de reserva.

Mas, a grande dica mesmo em uma viagem em Roma é se perder pelas suas ruelas e aproveitar cada visita, música e arquitetura. Essa é, com certeza, uma cidade que eu voltaria várias e várias vezes.

E se você quiser fazer uma bate e volta para cidades próximas, as melhores opções é comprar os ingressos pela Trenitalia ou Italo, as companhias de trem mais tradicionais do país.

E você? Já foi à Roma e tem alguma sugestão de lugares para visitar? Deixe o seu comentário aqui! E se você ainda não foi, inclua este destino na sua lista!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.