Fashionistando

Dicas para acertar ao comprar roupa pela internet

Em tempos de pandemia, a recomendação de ficar em casa o máximo possível deve ser levada muito a sério. Portanto, idas ao shopping não devem sequer entrar em cogitação, hein? Mas, isso não quer dizer que não podemos nos dar um presente, vez ou outra. Já está tudo tão difícil, por que não nos mimarmos um pouco?

Para isso, não há alternativa melhor do que comprar online, no conforto e segurança da nossa casa. E como já dissemos aqui, o mais indicado nesse momento é dar preferência para marcas pequenas que, sem dúvida, serão as mais afetadas por essa crise.

Cinco lojas mineiras de acessórios para comprar online

No entanto, muita gente ainda é receosa quanto a comprar roupas em lojas virtuais, por não ser possível experimentar a peça antes. De fato, esse é um ponto negativo. Mas, há formas de tornar essa compra mais certeira.

Como acertar na compra online

A estilista mineira Luiza Sêda, dona da marca Lulu Sêda, tem concentrado todas as vendas de suas coleções na loja virtual. Como está acostumada a receber diversas dúvidas de suas clientes sobre como acertar na hora de garantir uma peça nova, pedimos a ela algumas dicas sobre como facilitar esse processo. Confira o que ela nos disse:

Conheça suas medidas

“É importante conhecer as medidas do seu corpo, como circunferências do busto, cintura e quadril, e também a sua altura. Por meio das minhas experiências, percebo que além das medidas, é legal observar as peças que você já tem no armário e gosta muito. Perceba detalhes como comprimento e caimento, entendendo o tipo de roupa que te agrada. Muitas vezes pela imagem na modelo do site, você já consegue perceber se o tamanho é o ideal para você ou se deve optar por um maior ou menor”.

A estilista Luiza Sêda veste suas criações. Foto: divulgação.

Prefira peças reguláveis

“Peças que oferecem algum tipo de regulagem de medidas são mais certeiras, por exemplo, blusas e vestidos de alças reguláveis, roupas que possuem elástico ou amarração na cintura. Normalmente, essas roupas se adequam melhor às variações de medidas”.

Leia a descrição sobre o produto

“Nunca se pode esquecer de ler as informações sobre o produto ofertado. Às vezes, na empolgação da compra, você não observa a descrição do material que é produzido aquela roupa e isso pode frustar expectativas quando o produto chega. Tirar um tempinho pra ler a composição e especificações da peça é a melhor maneira de saber exatamente pelo que você está pagando”.

Na dúvida, é melhor comprar um tamanho maior? Nem sempre!

“Sempre penso que isso varia muito de acordo com a necessidade de cada cliente. Se você já sabe que gosta de um conforto maior, peças mais larguinhas podem ser uma boa saída, caso prefira arriscar em uma numeração maior (afinal, pode ser mais fácil ajustá-la ao seu corpo tanto em ajustes de costura, quanto usando artifícios como cintos e outros acessórios). De toda maneira, na dúvida, pergunte! A melhor saída sempre vai ser uma ajudinha extra de quem produz”!

Leia os termos e condições da loja online

“Esse é um ponto super importante e que poucas pessoas levam a sério. É ali que você fica por dentro de como funciona todo o processo interno de devolução e trocas, por exemplo. Sabendo dessas informações, você entende quais são os seus direitos e como a marca se propõe a solucionar qualquer problema que possa vir a acontecer. E, claro, você pode e deve cobrar por eles caso seja necessário”.

Conte com o atendimento online

“Na Lulu Seda, sempre digo que o atendimento ajuda muito a acertar de primeira e todos os canais sempre disponíveis para isso. Essa é a solução mais prática para tirar todas as dúvidas que não tenha conseguido no site. No meu caso, sendo uma marca pequena, consigo administrar bem e ter uma atenção maior a isso.

Às vezes, as clientes ficam em dúvida sobre algum detalhe e eu consigo enviar fotos mais próximas, faço vídeos mostrando algum detalhe específico que queira ver. Com esse contato, também consigo entender o que elas gostam perguntando sobre como elas preferem o caimento, que medida elas costumam usar em outras marcas e, conhecendo minha modelagem, posso direcionar para o tamanho mais adequado.

Diariamente, a estilista atende dúvidas de suas clientes, via Instagram e Whatsapp. Foto: divulgação.

Acompanhe as redes sociais da marca

“Ao seguir as marcas no Instagram você passa a conhecer mais os produtos. Na Lulu Seda, por exemplo, sempre mostro combinações, detalhes das peças, as diferenças entre cada tamanho e inspirações de outras pessoas usando os looks. Isso, sem dúvidas, ajuda na hora da compra”.

Frete: veja como uma taxa de conforto

Sabemos que muita gente deixa de comprar online por conta do valor do frete. De fato, essa taxa encarece o produto e se torna um fator limitador para compras virtuais. No entanto, Luiza mostra uma outra perspectiva para enxergar esse valor:

“Acho importante lembrar que todas as vezes que saímos às compras também temos custos de transporte, seja do combustível do carro, estacionamento ou uber. Isso sem falar do custo ‘invisível’, que é o tempo. Se for colocar no papel, eles podem sair bem mais caro que um frete. Então, o que eu costumo dizer é que o frete nada mais é que pagar para alguém fazer o serviço pra você receber no conforto da sua casa”, defende.

Nós, que somos super adeptas de compras online, podemos confirmar que não tem nada melhor do que receber na porta de casa o produto que “namoramos” virtualmente. E, em tempos de crises, é uma maneira ainda de apoiar pequenos – talentosos – produtores, como a Luiza e tantos outros estilistas mineiros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.