Fashionistando

CASE DE SUCESSO: Loja em BH cresce durante a pandemia e se destaca com estratégias digitais

Viver a história é realmente curioso. Estamos passando por dias estranhos, difíceis e que exigem de todos nós resiliência, empatia, criatividade e, por que não, fé. Viver uma pandemia, ficar de quarentena mais de quatro meses e lidar com todas as incertezas a nossa volta é curioso porque é interessante observar o comportamento humano e ver como cada um reage de forma diferente.

Há quem seja otimista e busque esse tempo para refletir como pode crescer: tirar um negócio novo do papel, fazer cursos e buscar melhorias naquele empreendimento que sempre foi o seu sonho.

E neste cenário que exige uma força diferenciada e muita vontade de superar os dias doídos, há quem se destaque justamente por mostrar que sim, é possível fazer do limão uma bela e saborosa limonada. Quando observamos o mercado de moda de Belo Horizonte percebemos que muitas marcas e lojas se retraíram. Tiraram esse tempo para olhar para dentro e entender o que precisam melhorar para, depois da pandemia, crescer.

Entretanto, também encontramos, em meio a todas as incertezas, pessoas que descobriram neste momento um trampolim e, de forma rápida e estratégica, cresceram durante a quarentena.

Quem estuda a história da moda sabe que ela é um reflexo da sociedade. Tempos de fartura ou escassez, guerra ou paz, são traduzidos na escolha de materiais e na forma como os criadores se comportam para suprir a necessidade das pessoas.

E olhando para os últimos quatro meses em que vivemos fatos que marcaram a história mundial, queremos destacar uma empreendedora mineira que, por observar o comportamento das suas clientes, conseguiu entregar o que elas precisavam para este momento que todos estamos em casa: entretenimento e aconchego.

Loja em BH cresce durante a quarentena e se destaca no Instagram

Fotos no espelho para mostrar as novidade da loja: Andreza Castanheira 1001 utilidades – ela veste, fotografa, faz stories e vende – bastante – no Instagram da sua Maria Morena

Esta matéria é para contar o case de sucesso da loja Maria Morena, que existe há menos de dois anos em Belo Horizonte e que, durante a pandemia, fortaleceu suas estratégias, se reinventou e, diferente de muitas outras lojas do mesmo segmento, cresceu e faturou.

“Já estou no mercado há mais de 15 anos, comecei com uma loja no interior. Minha vinda para Belo Horizonte foi justamente para expandir esse mercado. Desde antes de inaugurar a loja física em BH, já usava a estratégia de vendas pelo Instagram”, conta Andreza Castanheira, fundadora da Maria Morena e responsável pela curadoria de produtos.

Looks clássicos e modernos: a Maria Morena está preparada para atender todos os estilos

Andreza destaca que a quarentena impactou positivamente a Maria Morena. “Assim que tudo fechou, decidi ir para a loja e trabalhar. Dispensei minha equipe e conversei com minhas clientes: falei que gostaria de aproveitar este momento tão difícil para trazer entretenimento e um conteúdo leve, já que muita gente estava assustada com todas as notícias”, explica.

E esse foi o pulo do gato da Andreza. Enquanto ela foi para a loja e movimentou o seu Instagram, as lojas concorrentes deram uma pausa. Afinal, nem todas tinham a expertise ou estrutura para, do dia para a noite, começar a vender online. Enquanto outras lojas ajeitavam a casa, Andreza vestia as roupas, fazia stories, postava no feed e embalava caixas. Multifunções para uma empreendedora que viu, em uma crise mundial, a oportunidade de crescer na sua cidade – e no seu país (já que ela envia para todo o Brasil).

Conjuntinhos: tudo que todas as mulheres querem nesta quarentena

Mas, as pessoas estão comprando na quarentena?

Segundo Andreza, muito. “Desde que a pandemia começou, meu engajamento aumentou no Instagram, as visualizações de stories subiram muito e as vendas pipocaram, de fato me surpreenderam”, conta.

Pelo fato de estar em casa, a consumidora começou a desejar roupas tão confortáveis quanto um pijama, porém com um toque de sofisticação. Ou seja, as mulheres começaram a procurar moletons e tricôs que garantissem o aconchego de estar em casa, porém com a elegância necessária para uma reunião online, por exemplo.

Clássicos: pied-de-poule & animal print

E Andreza saiu na frente ao oferecer conjuntos modernos, com tecidos confortáveis e detalhes que fugiam do óbvio. É como falamos no começo do texto: a moda entende as necessidades da sociedade em tempos de escassez ou fartura e, neste momento, tudo que queremos é nos sentir abraçadas pelo look que usamos.

Quatro meses se passaram e Andreza continua animada. “Não sei como será depois da pandemia, mas estou feliz porque conquistei novas clientes e, quando pudermos atender presencialmente, tenho certeza que muitas virão conhecer nossa loja”, diz eufórica.

Além dos conjuntinhos, peças em couro e em tricô também estão entre as mais pedidas

A Maria Morena se diferencia por atender tanto a mulher fashionista, que deseja um visual moderno e com muita informação de moda, quanto a mulher clássica, que adora peças atemporais e em tons sóbrios. “Mãe e filha, fashionista e clássica, estampada ou lisa, minha curadoria cuidadosa busca atender o desejo dos diferentes estilos de mulheres, consigo transitar em vários universos justamente porque estou sempre atenta as tendências e desejos da minha consumidora. Neste período de pandemia eu aprendi a escutar mais minha cliente”, finaliza.

Se você ficou com vontade de conhecer a loja, que é a queridinha de mais de 40 mil mulheres, siga no Instagram: @mariamorenalojabh.

Veja nossos looks favoritos da Maria Morena:

ANIMAL PRINT & SÉRIES

https://www.instagram.com/p/CCEbixIHgmZ/

TEA & TRICOT

https://www.instagram.com/tv/CCV3lXlHSQ0/

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.