Fashionistando

O ‘trem de fuga’ que nunca mais vai voltar!

O que passou não volta mais, mas existe um caminho a ser percorrido. Vamos em frente!

Alguém mais com a sensação neste fim de ano que deveria ter chegado a algum lugar? Sinto muito, o caminho que você escolheu até aqui é só de ida. O trem de fuga não vai mais voltar! Hoje não tem mensagem de motivação! Se você, caro leitor, for esperto, já deve ter percebido que não existe ponto de chegada! Isso mesmo: a vida é mesmo uma longa jornada, onde os sonhos dos outros parecem se realizar mais rápido do que os seus. Mas não desanime, é preciso continuar!

Dessa vez não estou motivada a falar sobre empreendedorismo e dar dicas de como você pode alavancar os negócios no próximo ano. Afinal, negócios são feitos de “nós”: pessoas comuns auto programadas para seguir em frente sem reclamar. Mas é ‘fim de ano’, se você quiser reclamar está tudo bem! Esse é o momento de colocar as emoções em dia, sentir-se livre, sem frases prontas dos livros de autoajuda.

Vejo nos outros e em mim a nostalgia contagiante do fim do ano, aquele misto de orgulho pelo que realizamos, desapontamento pelo que faltou e a esperança pelo que ainda podemos construir. Talvez o mais importante em qualquer jornada seja não parar de acreditar, se agarrar a este sentimento que nos motiva a seguir em frente: a ESPERANÇA de um futuro melhor.

Estava andando por uma avenida esta manhã, tentando mais uma vez criar uma rotina de exercícios (aquela que me comprometo todo fim de ano a começar para o ano seguinte). Enquanto caminhava fui observando a grama no canteiro central. Mesmo recebendo a mesma quantidade de chuva e sol, existiam falhas, tamanhos diferentes e colorações distintas. Assim somos nós, nem todos vamos chegar ao fim deste ano com a mesma alegria, com a mesma motivação para o ano seguinte. O que nos diferencia, é também o que nos torna únicos, o que faz com que uns estejam gratos com tão pouco e outros se lamentem mesmo com tantas vitórias é um dilema que jamais conseguiremos decifrar.

Rita Lee já dizia: “não adianta chamar quando alguém está perdido!” A sua vida precisa de você, de mais ninguém! Não haverá mudança se você não criar um novo caminho! Se você – assim como eu – fez planos de ano novo e eles não se realizaram, eu proponho tentarmos algo novo dessa vez: sem planos, sem grandes expectativas e sem culpar o mundo ou aos outros. No próximo ano vamos criar uma agenda nova, seremos apenas nós mesmos, nos investigaremos para descobrir dia após dia o que nos satisfaz. Poderia dizer o que nos faz feliz, mas essa palavra exige demais de nós, vamos começar apenas por SATISFEITOS. Alcançar essa percepção é mais do que suficiente para começar!

Como diria Clóvis de Barros Filho: “felicidade é um instante, é um momento, que você torce para não acabar rápido”. Porém nos foi ensinado desde criança que felicidade é o final feliz, mas a gente cresce e vê que a felicidade não dura, é apenas um momento que vem e volta. Então proponho que no próximo ano sejamos viciados em nós mesmos e em pequenos momentos de satisfação, não sejamos viciados nos negócios ou na empresa, apenas em nós mesmos! Que possamos ouvir músicas, nos divertir, tirar uma soneca quando pudermos, deixar a louça para depois, experimentar ver se nossos sonhos são mesmo aquilo tudo… e se não forem, que tenhamos coragem de trocar de sonhos! Isso é o que eu desejo para todos nós em 2024!

Como eu disse no início desse texto, hoje não tem mensagem de motivação a sua vida só precisa de você para valer a pena! Quanto a mim, vou seguir na minha jornada de me libertar e ser cada vez mais eu mesma, nessa vida que nem sempre é ‘aquilo tudo’, mas precisa ser vivida! O que passou não vai mais voltar, mas existe um caminho a ser percorrido. Vamos em frente!

Quer saber mais sobre empreendedorismo? Siga a Gracielle no instagram: @gracielle.santoss

Imagem: pride.kindness.sg

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments