Fashionistando

O que fazer em Gruyères, Vevey e Bern?

Você está planejando uma viagem para a Suíça? Preparamos um roteiro de 11 dias para você desfrutar do melhor deste país tão fascinante. A primeira parte do nosso roteiro você confere aqui. Já falamos sobre Zermatt, Château-d’Oex e Montreux.

E agora, vamos continuar descobrindo todas as maravilhas da Suíça? Uma coisa a gente garante: o país é, de fato, surpreendente!

DIA 6 – Gruyères

Uma paixão chamada Gruyères. Imagine uma pequena cidade, com apenas 1.753 habitantes, com paisagens pitorescas, clima bucólico e estilo medieval. Assim é Gruyères, que ficou mundialmente conhecida graças ao queijo produzido na região, que por sinal é divino.

Para conhecer a cidade, a dica é: acorde cedo e caminhe até a estação de trem. Estávamos em Montreux e lá pegamos um trem com destino a Gruyères. Vale ressaltar que o sistema de trem da Suíça é extremamente pontual, então, chegue cedo para comprar o seu passe. Ou então, faça como a gente: antes de embarcar para a Suíça, garantimos o nosso Swiss Travel Pass. Sendo assim, basta entrar no trem e pronto.

Para quem não sabe, o passe permite viagens ilimitadas de trem (incluindo os trens panorâmicos), além de garantir a entrada em mais de 500 museus.

E esse trem lindo da foto? Além de poder viajar nos trens convencionais, quem tem o Swiss Travel Pass também pode usar os trens panorâmicos ou os trens especiais – como o Goldenpass, Glacier Express e Bernina Express.

Este da foto é o Goldenpass – Belle Époque. Ele opera diariamente entre Montreux e Zweisimmen e tivemos a sorte de viajar nele. A sensação é de viajar no tempo! O trem foi inspirado no luxuoso Golden Mountain Pullman Express da década de 1930 e é lindo, lindo. Agora imagine: você em um trem que te transporta aos anos 30 e, ao olhar pela janela, você vê uma paisagem deslumbrante, toda coberta de neve. Um sonho!

O que fazer em um dia em Gruyères?

DIA 7 – Vevey e Lausanne

No dia seguinte, fomos conhecer Vevey e viver uma experiência inesquecível no Hotel des Trois Couronnes. Afinal, durante as férias é válido tirar umas horinhas para relaxar. Por aqui escolhemos conhecer um dos melhores tratamentos que o SPA do Hotel des Trois Couronnes oferece: o SOIN SCULPTURE.

Este é um dos tratamentos desenvolvidos com exclusividade por Joëlle Ciocco Paris e o hotel é o único do mundo que oferece os tratamentos da marca. O SOIN SCULPTURE estimula a musculatura tônica com produtos naturais e massagens cuidadosas. O tratamento dura cerca de 1h e tem várias etapas. Sem dúvidas, o melhor tratamento facial que já tivemos a oportunidade de experimentar!

A vista do hotel é de tirar o fôlego!

Em tempo: O Hotel des Trois Couronnes fica às margens do Lago de Genebra e tem uma das vistas mais maravilhosas para o lago e para os Alpes. Ele foi fundado em 1842 e já recebeu muitos hóspedes ilustres, como Tchaikovsky e Charlie Chaplin. Demais, né? Veja aqui como é ficar hospedado no hotel.

Depois do momento de relaxamento, seguimos para visitar o fantástico Chaplin’s World, museu inaugurado em 2016 e que conta a história de Charles Chaplin. O museu foi construído na própria mansão do artista, em frente para o Lac Léman. Além de visitar a casa que ele morou e passar pela sala de jantar, quartos e outros cômodos da casa, todos com itens que pertenciam ao artista, também é possível ver montagens que remetem aos filmes produzidos por ele, com cenários impecáveis e estátuas de cera muito bem feitas. É imperdível! Para visitar o museu, os ingressos custam 30 francos suíços.

Fechamos o dia da belíssima Lausanne, que fica cerca de 30 minutos de Vevey de carro. A cidade é jovem, agitada e repleta de bares e restaurantes. Para jantar, nós escolhemos o EAT ME, que oferece tapas de diversos locais do mundo. Uma delícia! Gostaríamos de ter ficado mais tempo na cidade.

DIA 8 – Bern

No dia seguinte, pegamos o trem cedo e seguimos para Bern, a capital da Suíça. O Swiss Travel Pass é perfeito por isso: você pode viajar quantas vezes quiser e não precisa comprar tíquetes toda vez que chega na estação – basta entrar direto no vagão (você ganha tempo!).

A viagem dura cerca de 1h40 e ficamos encantadas com a capital Suíça. A cidade tem uma arquitetura medieval que impressiona. Uma curiosidade é que no Centro Histórico fica um dos mais longos corredores de lojas cobertas de toda Europa.

Outro atrativo da cidade é o Bear Park, onde você encontra ursos de verdade bem às margens do Rio Aare. Em janeiro eles estavam hibernados, então não conseguimos vê-los. Mas, quando voltamos em julho, tivemos a chance de ver os ursos lindos e imponentes.

Kornhauskeller Restaurant & Bar

Para almoçar, escolhemos o Kornhauskeller Restaurant & Bar, restaurante histórico, construído entre 1711 e 1718. A casa oferece um menu com inspiração mediterrânea, além de vinhos da região.

Depois de passear bastante por Bern, pegamos o trem e voltamos para Montreux. Ainda faltam três dias para completar nossa viagem. Fique ligado aqui no Fashionistando e na hashtag #FashionistandonaSuíça.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leo

Poxa, não deveriam pular Fribourg. A cidade, bem no meio do caminho entre Lausanne e Bern tem um centro histórico muito bonito e várias outras atrações !