Fashionistando

O que fazer em Montreux? 3 dicas para você aproveitar o melhor da cidade!

Se você é um amante da boa música, certamente já ouviu falar sobre Montreux. A cidade suíça é charmosa ao extremo e repleta de atrações para quem deseja passar alguns dias por lá. Ela fica às margens do Lago Genebra, então, até mesmo no inverno, você certamente vai querer tirar algumas horinhas para apreciar a paisagem estupenda.

É lá que acontece, desde 1967, o Montreux Jazz Festival, o segundo maior festival de Jazz do mundo. A festa da música é anual, durante todo o mês de julho. E parece que tudo na cidade gira em torno deste evento emblemático. Por lá, grandes nomes da música já se apresentaram, de Elis Regina e Keith Jarrett, passando por Stevie Wonder, Pharrell Williams e Deep Purple.

Ok. Mas, o evento é apenas no verão. Então, o que fazer em Montreux durante o inverno?

Château de Chillon

A dica é: comece o dia visitando o Château de Chillon. O castelo é, sem dúvidas, uma das mais belas construções históricas da Suíça. Além disso, ele é o monumento suíço mais visitado e também um dos castelos mais bem preservados da Europa.

O Château de Chillon foi construído no século XIII, em uma pequena ilha no Lago Genebra. A primeira menção escrita sobre ele aparece em 1150, quando os Condes de Savoy controlavam o forte, bem como o caminho entre o lago e as montanhas. Até o século XVI, Chillon pertenceu aos Condes de Savoy .

Você irá gastar cerca de 2 horas para fazer a visita completa. A área interna do Château de Chillon é bem grande e o visitante tem a oportunidade de percorrer todos os aposentos do castelo. Torres, masmorras, cozinha, salas de armas e até mesmo a forca onde os prisioneiros eram mortos podem ser visitados. Falando nisso, a prisão do castelo ficou famosa graças ao poeta inglês Lord Byron, que escreveu “O Prisioneiro de Chillon”, onde narra a prisão de François Bonivard.

Para visitar o castelo o ingresso custa 13.50 francos. Mas, quem tem o “Swiss Travel Pass” não paga o ingresso, viu? Visite o site do castelo e saiba mais.

Queen: The Studio Experience

Outro lugar que merece sua visita é o Queen: The Studio Experience. O museu foi inaugurado em 2 de dezembro de 2013, por Brian May, um dos músicos do Queen. A mostra permanente, que tem entrada gratuita, está instalada dentro do Casino Barrière Montreux, local que, entre 1979 e 1993, funcionava o Mountain Studios.

O estúdio fez história e grandes nomes da música (para citar alguns: Led Zeppelin e Rollings Stone), não apenas o Queen, gravaram álbuns icônicos ali. No Mountain Studios, o Queen gravou sete álbuns, incluindo sucessos como “Innuendo”, de 1991, e “Made in Heaven”, trabalho que Freddie Mercury não chegou a ver concluído em vida, lançado em 1995.

A exposição reúne muito da história da banda: letras de músicas, figurinos, além do microfone em que Mercury fez sua última gravação e a bateria de Roger Taylor. Vale a visita!

Funky Claude’s Bar

E onde beber bons drinks em Montreux? O Montreux Palace, além de ser o hotel mais luxuoso da cidade, também abriga um dos bares mais legais que visitamos por lá. É no hotel que está o badalado Funky Claude’s Bar, casa que recebeu o nome do fundador do Montreux Jazz Festival. Ele tem decoração descontraída, inspirada no universo musical, além de drinks fabulosos, que ganharam o nome de grandes músicos. Vale experimentar o Ed Sheeran, que leva gin, maçã, cranberry, lima e pimenta. O drink custa 20 francos.

Está programando uma viagem para a Suíça? Não deixe de conferir todas as nossas matérias sobre este destino fascinante!

Veja também:
Como curtir um final de semana em Zermatt?
O que fazer em um dia em Gruyères?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
SuíçaTurista